TOP NEWS

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Maecenas mattis nisi felis, vel ullamcorper dolor. Integer iaculis nisi id nisl porta vestibulum.

Perfil

Eu não sei nada da vida. Eu faço tempestade em cima de coisas pequenas e me importo demais com coisas sem importância. Eu me chateio fácil demais e isso é uma droga. Não sou mais meiga, boa ou fofa que nem eu era antes. Não sou mais ingênua também. As pessoas tiveram capacidade de acabar com tudo de bom que existia em mim e agora reclamam da minha arrogância e grosseria. É triste ter que dizer pra todo mundo que se sou assim, é por causa delas que não souberam dar valor ao que eu já fui um dia. Eu tinha a incrível habilidade de acreditar em tudo que me falavam. Eu confiava, mesmo. E mentiam pra mim. E até hoje sou meio idiota pois eu sempre acho que todo mundo tem algo de bom e perdôo, volto a acreditar em quem já mentiu e fodeu comigo. Eu tento ser legal e ser aquele tipo de garota bonita, atraente e divertida sabe? Que é engraçada e tudo mais, só que eu não vejo graça em quase nada e tenho que fingir pra ver se alguém consegue ficar perto de mim. As pessoas me vêem, acham que eu sou legal, se aproximam e fazem amizade comigo, mas nunca dura. Todo mundo vai embora em pouco tempo porque não aguenta a conviver com gente como eu. E depois vem dizer pra mim que sente falta, saudade… Eu detesto isso mais do que qualquer coisa. E detesto esse meu jeito negativo sobre as coisas. Porque pra mim nada dá certo. Eu sou realista, não fico me iludindo ou agindo como se estivesse tudo bem e isso incomoda toda mundo, eu sei. Porque todo mundo quer que você diga coisas legais, tente superar ou aja como tudo fosse logo logo se resolver, só que eu não sou assim. Eu falo quando to triste. Eu tento esconder mas sempre acabo dizendo o que eu sinto, como eu vejo tudo que está acontecendo e ninguém aceita. Pra todo mundo é drama, é chilique. É reclamar de barriga cheia. As pessoas acham que por eu ser nova tenho que ser feliz e aceitar as coisas de cabeça baixa. Mas não dá. Pra mim isso nunca deu certo. Eu posso ter pouca idade, ser imatura e não ter passado por coisas tão sérias assim, mas no fim do dia, ninguém sabe como eu me sinto, e ninguém vê o quanto eu choro ao deitar na cama, então eu odeio que julguem meu jeito ou as coisas que eu faço. Ninguém tá aqui pra saber como eu sinto. Ninguém fica perto pra entender o que se passa comigo. Ninguém.